terça-feira, 26 de outubro de 2010

Tipos de Vitaminas


Vitaminas:

Vitamina A
A vitamina A (Caroteno ou Retinol) desempenha um importante papel na nutrição do globo ocular e também na manutenção do equilíbrio da pele e mucosas. Atua também na proteção contra
doenças infecciosas.

Fontes: Fígado de aves, animais e cenoura.

Vitaminas do complexo B
O complexo B compreende diversas substâncias que apresentam as características de se diferenciarem em sua estrutura química, em suas ações biológicas e terapêuticas e no teor de suas necessidades nutricionais. A característica em comum é que são hidrossolúveis e que suas fontes habituais são representadas pelo fígado e o as leveduras (levedo de cerveja).
As vitaminas do complexo B ajudam a manter a saúde dos nervos, pele, olhos, cabelos, fígado e boca, assim como a tonicidade muscular dos aparelho gastrintestinal. As vitaminas do complexo B são coenzimas envolvidas nas produção de energia e podem ser úteis nos casos de depressão e ansiedade. As vitaminas do complexo B devem sempre ser ingeridas juntas, mas uma determinada vitamina B poder ser consumida de duas a três vezes mais do que outra na tratamento de um determinado problema.

Fontes: Cereais, carnes, verduras, levedo de cerveja, leites, fígado, cogumelos, milho, abacate, ovos, frutas, ervilha, amendoim, fava, peixe e feijão.

Vitamina C
O ácido ascórbico ou vitamina C (C6H8O6), ascorbato, quando na forma ionizada) é uma molécula usada na hidroxilação de várias outras em reacções bioquímicas nas células. A sua principal função é a hidroxilação do colágeno, a proteína fibrilar que dá resistência aos ossos, dentes, tendões e paredes dos vasos sanguíneos. Além disso, é um poderoso antioxidante, sendo usado para transformar os radicais livres de oxigênio em formas inertes. É também usado na síntese de algumas moléculas que servem como hormônios ou neurotransmissores. Em gêneros alimentícios é referido pelo número INS 300.

Fontes: Laranja, limão, abacaxi, kiwi, acerola, morango, brócolis, melão e manga.

Vitamina D
A vitamina D (ou calciferol) é uma vitamina que promove a absorção de cálcio (após a exposição à luz solar), essencial para o desenvolvimento normal dos ossos e dentes, atua também, como recentemente descoberto, no sistema imune, no coração, no cérebro e na secreção de insulina pelo pâncreas. É uma vitamina lipossolúvel obtida a partir do colesterol como precursor metabólico através da luz do sol, e de fontes dietéticas. Funcionalmente, a vitamina D atua como um hormônio que mantém as concentrações de cálcio e fósforo no sangue através do aumento ou diminuição da absorção desses minerais no intestino delgado. A vitamina D também regula o metabolismo ósseo e a deposição de cálcio nos ossos.A vitamina D também é muito importante para crianças, gestantes e mães que amamentam, por favorecer o crescimento e permitir a fixação de cálcio nos ossos e dentes.
Além da importância na manutenção dos níveis do cálcio no sangue e na saúde dos ossos, a vitamina D tem um papel muito importante na maioria das funções metabólicas e também nas funções musculares, cardíacas e neurológicas. A deficiência da vitamina D pode precipitar e aumentar a osteoporose em adultos e causar raquitismo, uma avitaminose, em crianças.


Fontes: óleo de peixe, fígado, gema de ovos.

Vitamina E
O tocoferol é uma vitamina lipossolúvel da família da vitamina E. Ela previne o dano celular ao inibir a peroxidação lipídica, a formação de radicais livres e doenças cardiovasculares. Melhora a circulação sanguínea, regenera tecidos e é útil no tratamento de seios fibrocísticos, tensão pré-menstrual e claudicação intermitente. É possível obter dos alimentos as doses de vitamina E que combatem doenças cardíacas e o câncer, além de aumentar a resistência imunológica, segundo consta uma pesquisa feita em 2000 pelo Instituto de Medicina do EUA(IOM) . O IOM relatou que a maioria dos americanos consegue o suprimento necessário da vitamina E pela alimentação diária. Além de alertar sobre dietas que restrinjam o consumo de gorduras, tendo essas pessoas que complementarem com suplementos(lembrando que o Tocoferol é uma vitamina lipossolúvel, portanto cumulativo no organismo. Podendo gerar a hipervitaminose).Pode aliviar situações de stress, particularmente as geradas pelo oxigênio. É antioxidante, atua através do bloqueio das moléculas instáveis de oxigênio singlete(Radicais Livres).A vitamina E previne a oxidação espontânea dos elementos polinsaturados e protege, em termos funcionais, estruturas celulares importantes dos tecidos, supostamente através da inibição da peroxidação lipídica.Essencial para o bom funcionamento do tecido muscular; Necessária à formação das células sexuais. É vital para o sangue Na falta desta vitamina na alimentação pode desenvolver-se a avitaminose designada por Esterilidade.Recentemente foi constatado que uma dieta rica em vitamina E pode proteger contra o mal de Parkinson, de acordo com estudo da Universidade de Queen, no Canadá, publicado na revista Lancet Neurology.O estudo, feito com base em oito trabalhos científicos anteriores publicados entre 1966 e 2005 e que investigaram os efeitos das vitaminas E e C e do nutriente beta-caroteno, concluiu que pessoas que consomem verduras, nozes e óleos vegetais, têm probabilidade muito menor de desenvolver o mal de Parkinson.Constatou-se que o mesmo efeito não foi verificado em relação à vitamina C e ao beta-caroteno.

Fontes: Fígado e Verduras.

Vitamina F
A vitamina F (Ácido graxo essencial) é solúvel na gordura, sendo composta por ácidos graxos insaturados obtidos de alimentos.
A gordura insaturada ajuda a queimar a gordura saturada, com ingestão na proporção de dois para um.
O consumo muito alto de carboidratos aumenta a necessidade da vitamina F.
Previne o depósito de colesterol nas artérias. Contribui para a saúde da pele e dos cabelos. Protege contra os efeitos danosos dos raios X. Favorece o crescimento e o bem-estar, influindo sobre a atividade glandular e colocando o cálcio à disposição das células. Combate enfermidades cardíacas. Ajuda na redução de peso, queimando as gorduras saturadas.   


   
Vitamina k
A vitamina K denota um grupo de vitaminas lipofílicas e hidrofóbicas, que são necessárias para a modificação pós-tradicional de certas proteínas, principalmente necessárias para a coagulação do sangue. Em geral, elas são chamadas de naftoquinonas.
A vitamina K2 (menaquinona, menatetrenona) é produzida normalmente pelas bactérias dos intestinos, e a sua deficiência na dieta é extremamente rara, a menos que os intestinos estejam muito danificados.
Tem papel muito importante na coagulação do sangue. Portanto, sua falta pode causar hemorragias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário